ou
Parceiros

Padre Marcelo Rossi| EP Maria Passa à Frente

As músicas já estão disponíveis em todas as plataformas digitais.

Laís Araújo
20/12/19 | 17h19

No mês de dezembro, o padre Marcelo Rossi completa 25 anos de sua ordenação. Dado o sucesso que alcançou como “Evangelizador do Novo Milênio”, título concedido pelo Papa Bento XVI, o padre poderia pendurar com orgulho na parede os números estratosféricos que alcançou entre produção musical, literária e viver de glória. Só que ele enxerga o Jubileu de Prata como prenúncio de algo maior. E saúda a nova fase com o melhor trabalho musical de sua carreira, o EP de seis faixas “Maria Passa à Frente”. As músicas já estão disponíveis em todas as plataformas digitais.

O padre nunca cantou tão bem como neste trabalho. Igualmente, nunca teve tanta facilidade para registrar as canções – nenhuma superou os dois takes vocais.

Modestamente, ele atribui o feito à agressão sofrida durante missa em Cachoeira Paulista (SP), quando foi empurrado por uma mulher de cima do palco perante 50 mil fiéis e despencou de quase dois metros de altura.

“Foi puro milagre o que aconteceu ali. Vendo o vídeo novamente, eu fico arrepiado, pois você já viu alguém de 52 anos passar por isso sem sofrer nenhum dano? O médico me receitou arnica e só, para você ter ideia”, diz o padre. “Foi um ressurgir em tudo, a confirmação de que algo novo estava para acontecer.”

Por algo novo, o padre encara o lançamento musical como o prenúncio.

O trabalho abre com single que seguramente já se coloca entre as principais músicas de sua carreira, “Maria Passa à Frente”, uma parceria vocal com Gusttavo Lima.

Sob arranjos suaves de teclado, a cargo do produtor Guto Graça Mello, o padre abre cantando que “Quem tem Maria como Mãe/Tem sempre o amor de Jesus”. Gusttavo Lima une-se na estrofe seguinte e juntos emocionam tanto melodicamente quanto com o texto: “Deus é maior/Maria passa à frente, pisa na cabeça da serpente/Intercede junto a Jesus, Cruz Sagrada seja minha luz”.

A faixa seguinte surpreende com uma levada de reggae e xote em “Jesus Me Deu Uma Mãe”, que integra instrumentos como acordeon.

Em “Fiel Guardião” ele canta sobre o arcanjo Miguel, “humilde protetor do pão de Deus”, embalado em coro tocante gravado no Santuário Mãe de Deus, e envolto em canção pop.

“Sopra em Nós”, mais lenta e climática, inicia com o coro que acompanha todo o trabalho. “Somos todos teus filhos, ó Pai/Estamos reunidos em teu nome” é a mensagem.

Já “Colo de Mãe” tende mais à característica sonoridade romântica da música brasileira. Nesta, ele tem a companhia do Padre Adriano Zandoná, que estava presente no incidente em Cachoeira Paulista.

O EP fecha com “Rainha dos Anjos do Céu”, que traz percussão e até um clima mais tropical à mensagem evangelizadora.

“Aconteceu uma profecia. A mensagem não veio de uma nem de duas pessoas, mas várias me falaram com as mesmas palavras que Deus está me preparando para algo maior, que meu sacerdócio começa agora”, diz o padre. Uma perspectiva incrível para alguém que já vendeu mais de 18 milhões de cópias de seus 14 trabalhos musicais.

Preparemo-nos, então, para o reinício do trabalho do Padre Marcelo Rossi. Que não poderia começar de maneira melhor.

Informações e Conteúdo: Assessoria de Imprensa

Comentários