Camisa Xadrez - Simples de Ler
ou

De volta aos palcos: Picasso & Pierre lançam “Zelador”

A divulgação do single é a reestreia  da dupla ao cenário da música mineira

Laís Araújo
20/12/18 | 18h44

Após uma pausa na carreira e nas rotinas dos palcos, shows e gravações para dedicação a família e projetos pessoais, Picasso & Pierre fazem o retorno ao mercado com o lançamento do novo single “Zelador”.

A composição assinada por Luciano Lima (irmão de Gusttavo Lima),  Felipe Goffi, Dener Ferrari e Jimmy Luzzo tem a produção musical com forte referência no bolero e no arrocha, também conhecida como “baxata”, ritmo que circula em alta entre os artistas sertanejos,  foi conduzida por Marcelo Lima, também irmão de Gusttavo em seu estúdio na cidade de Patos de Minas, Minas Gerais.

A aposta neste trabalho com tema atual, misturando sofrência e ritmos que estão no auge traz também outro diferencial. “Este projeto de lançamento da música Zelador é um trabalho novo para o Picasso e Pierre por ter ser o nosso retorno ao mercado, agora bem mais maduros e participando de todo o processo. Isso nos traz  a segurança de um trabalho organizado, planejado e com expectativa de grande êxito”, comenta Pierre.

Conheça a Dupla

Diretamente de Cana Verde, no interior de Minas Gerais, esta é uma dupla que traz na essência a pureza da vida em família e o gosto pelo que é simples e ao mesmo tempo singelo.

A infância foi sempre marcada pelos embalos das vozes de Zezé di Camargo & Luciano, João Paulo & Daniel, Gian & Giovani e Leandro & Leonardo ao lado de Milionário e José Rico. O bisavô, regente e maestro de banda era até então o único registro familiar de músicos, até  em 1998, quando os irmãos Picasso & Pierre deram novamente o início no ciclo artístico ao sobrenome “Morais Barbosa”.

Pierre foi o primeiro a se envolver profissionalmente com a música. Ao lado do amigo ele formava a parceria como Paulo “Roberto & Pierre”, sendo Picasso um dos músicos. Porém no mesmo ano (1998), o parceiro desistiu dos vocais e Picasso passou a ser o segunda voz da dupla, nascendo assim, a dupla mineira “Picasso & Pierre”.

Além dos clássicos sertanejos eternizado em ídolos consagrados, o som da MPB – Música Popular Brasileira, os bons hits internacionais das décadas de 80 e 90 e a mistura de Renato Teixeira, Zé Ramalho e Almir Sater completam o repertório de preferências e influências musicais.

Nos anos 2000, o primeiro CD profissional finalmente sai do papel com a assinatura de nada mais nada menos que Maestro Pinochio. Com 10 faixas os destaques foram os singles “Maluquinha” e “Barca Furada”. Em 2003 mais um trabalho juntos, desta vez autoral com os singles “Sapatiou” e “Pra que chorar”.

Entre um show e outro por todo o país, uma pausa nos compromissos para entrar em estúdio e fazer nascer um novo trabalho, sendo 2004,  mais um CD gravado e 9 faixas com composições próprias produzidas pelo Maestro Marinho do Acordeon.

Em 2013 com o falecimento da mãe, os compromissos na universidade e a desestabilidade do mercado fizeram com que ambos dessem uma pausa na carreira nacional, dedicando-se exclusivamente a pequenos projetos e rotinas pessoais. O contato com o público nunca parou, sendo sempre questionados sobre a volta aos palcos.

O tão esperado retorno tem seu ‘start’ em 2018, no feriado de carnaval. Como assim quis o destino, Picasso & Pierre foram convidados a passar um dia de descanso  com os amigos em um rancho. Entre uma cantoria e outra, junto aos estímulos para a tão sonhada ‘volta’, os artistas conheceram Luciano (Pitanga) e Ana Paula Gomide, pessoas que hoje somam-se como investidores  e apoiadores, que assim como eles acreditam nos sentimentos, missão e talento dos dois.

Com mais uma manobra do destino, poucos dias depois, por intermédio do amigo Tarlei Júnior, eles conhecem Marcelo Lima (irmão do cantor Gusttavo Lima), que se propôs a ajudar neste recomeço produzindo um single. Coincidentemente o trabalho escolhido é a canção “Zelador”, composição de Luciano Lima, também irmão de Gusttavo, que será lançada em breve.

Das palavras do ídolo e uma das canções preferidas vem o estímulo a nunca desistir do sonho e sempre continuar:

“Ando devagar porque já tive pressa, levo esse sorriso porque já chorei demais” –  Tocando em Frente – Almir Sater

Comentários