Camisa Xadrez - Simples de Ler
ou

Baleia dá continuidade ao “Disco Vivo”

Segundo capítulo do álbum “Coração Fantasma” chega com três músicas inéditas

Laís Araújo
25/04/19 | 17h18

Com o lançamento do primeiro capítulo de Coração Fantasma, um álbum que está se construindo com o tempo, a Baleia não trouxe apenas três músicas inéditas, mas também iniciou uma turnê onde está experimentando o repertório dos capítulos seguintes. No dia 23 de abril, foi possível conferir o resultado de mais três canções inéditas que serão adicionadas ao disco original lançado em outubro de 2018.

Agora com 6 faixas, “Coração Fantasma: Capítulo II” abre com “Duelo Fantasma (Epílogo Sórdido)”, uma música de batidas energizantes e graves profundos. Talvez a primeira canção da banda perfeita para pistas de dança, parece se inspirar tanto em Beyoncé quanto Fiona Apple. Na sequência, uma das faixas mais pop da banda e uma das preferidas do público durante os shows da turnê, “Tudo Falta, Você Sobra” ganha uma versão de estúdio propulsiva e dançante. Já “Eu Mal Estou Aqui” traz as participações do trio curitibano Tuyo e pianos de Vitor Araújo. Uma canção atmosférica repleta de elementos sonoros sensíveis e exuberantes, entrando e saindo de cena enquanto as palavras da cantora Sofia Vaz vão ganhando cada vez mais gravidade, até o momento em que a canção se consome por inteira. Na sequência, as músicas já lançadas e conhecidas do público, presentes no primeiro capítulo, encerram o álbum.

A identidade visual também segue sendo alterada junto com os novos lançamentos. A capa é a continuidade do processo de pintura de um quadro feito pela artista Lisa Akerman, que também só se encerrará quando a última parte for lançada.

A banda segue com a proposta original do seu “disco vivo”: enquanto um capítulo é revelado ao público, outro está sendo gravado; enquanto um está sendo gravado, outro está sendo criado. O resultado completo do disco só será constatado ao final para público e banda, que continuarão caminhando juntos durante esse processo de manufatura de um álbum.

O segundo capítulo foi lançado no dia 23 de abril, com show de lançamento já marcado para o dia 25 na Casa Natura, em São Paulo.

BALEIA

O lançamento do Quebra Azul (2013), primeiro álbum da Baleia, trouxe muitas novidades e transformações para o grupo. Foi um dos discos mais elogiados pela crítica naquele ano, figurando em inúmeras listas de melhores álbuns, além de ter uma incrível recepção do público – o que possibilitou ao grupo uma ascendência bastante veloz na cena independente. ‘Casa’ conquistou os charts do Spotify, alcançou rapidamente a marca de 1 milhão de streams e chegou a ser a 13ª música mais compartilhada do mundo na plataforma. A música também foi trilha da campanha mundial da coleção de verão das sandálias Melissa. Com o primeiro álbum, a banda fez uma turnê pelo país, passando por palcos importantes como o do Lollapalooza, e muitas vezes contando com grandes parcerias como a da cantora Elza Soares – que apresentou com eles a versão da Baleia para ‘Noite de Temporal’ durante o prêmio TRIP Transformadores.

Em seguida, a banda lançou ATLAS (2016), seu segundo álbum, que recebeu elogios exaltantes de público e crítica, chamando a atenção de personalidades internacionais, como a estrela pop mexicana Ximena Sariñana e o aclamado escritor português Valter Hugo Mãe que, ao descobrir a influência do seu livro ‘A Desumanização’ na criação do álbum, declarou que “Para quem ficou suspeitando que Baleia é uma grande banda, não precisa suspeitar mais. Baleia é pura maravilha. Muito orgulho nisso.”

Fora do universo musical, a Baleia também tem trabalhado com afinco nas suas obras visuais. O clipe de ‘Volta’, primeiro single do ATLAS, foi finalista do New York Independent Film Festival (NY) e do Music Video Festival (SP). E contrariando as previsões do mercado de que o álbum físico é um produto morto, a Baleia lançou, também em 2016, um livro ilustrado baseado nas músicas do ATLAS. Com ele, a banda mostrou um universo visual que representava os mundos e sentimentos criados em cada uma das músicas do disco. O projeto, desenvolvido pela ilustradora Lisa Akerman em parceria com a banda, rendeu uma indicação ao Grammy Latino de Melhor Projeto Gráfico. Além disso, a Baleia foi uma das bandas selecionadas pelo Spotify Spotlight, uma escalação mundial feita pelo Spotify com artistas de vários países do mundo que eles acreditam que irão se tornar referência no cenário musical. Com tudo isso, a Baleia abandonou o título de “promessa da cena alternativa brasileira” e se tornou um dos nomes sólidos da nova geração.

Todos os álbuns da Baleia estão disponíveis em todas as plataformas digitais. Ouça na sua plataforma digital preferida em www.baleiabaleia.com/musica

Baleia é:

Sofia Vaz – Voz, teclados e guitarra
Gabriel Vaz – Voz, bateria e guitarra
Felipe Pacheco Ventura – Guitarra e violino
Cairê Rego – Baixo

Informações e Conteúdo:Assessoria de Imprensa 

Comentários